Jardins Efanor I Factory

O Factory está inserido num condomínio em Matosinhos com características únicas em Portugal, dispõe na sua envolvente de um parque verde privado com cerca de 3 hectares.

O edifício é totalmente ocupado por tipologias T0 e T1, com exceção do RC que será ocupado por atividades comerciais.

Salinas Park

A 1ª e 2ª fases deste empreendimento caracterizam-se pela construção de um Retail Park sito em Alverca do Ribatejo, numa área de terreno de 46.940,00m², e com uma área de implantação do edifício de 8.190,00m².

O Edifício caracteriza-se por ser composto por 5 frações que vão ser requalificadas em quatro espaços comerciais de renome. Toda a envolvente do edifício será alvo de uma reformulação profunda.

Jardins Efanor I Natura Side Apartments

A edificação proposta assume-se com uma linguagem contemporânea, formalizada em volumes de formas simples e com uma leitura dos pisos bem demarcada, assentando numa premissa de horizontalidade marcante.
O empreendimento é composto por 4 blocos (A1, A2, A3 e A4) interligados por 2 pisos comuns em cave, com mais de 30.000,00m2 de construção e acesso ao jardim privado de mais de 28.000m2.Os blocos A1 e A2 são constituídos por 3 pisos acima da cota de soleira e os blocos A3 e A4 são constituídos por 8 pisos acima da cota de soleira, com 146 apartamentos na totalidade.

Edifício de Serviços Hospitalar

Este novo equipamento no Porto, desenvolve-se por 8 pisos e conta com uma área de construção de 8.000m2.
O edifício de volume retangular tem de 6 pisos acima do nível do solo, onde se localizarão os consultórios e quartos de internamento e dois pisos abaixo do nível do solo que concentrará valências técnicas e aparcamento.

Edifício São Bartolomeu

Um edifício em plena Foz do Douro, com vistas magníficas para o mar, vai ser alvo de uma reabilitação integral.

Marechal 50

O palacete Marechal 50 vai ser alvo de uma intervenção que se compromete com a recuperação do projeto original de 1944.

Além da recuperação integral do edifício existente, existirá ainda a edificação de um novo volume com 3 pisos, substituindo uma série de construções anexas existentes no logradouro, sem relevância funcional nem valor arquitetónico e que não fazem parte do projeto original.

Torre Paço de Rei

A Torre Paço de Rei, a crescer em Vila Nova de Gaia, apresenta uma expressão volumétrica e uma cércea alta na zona envolvente projetando um edifício de destaque. Este edifício de escritórios é composto por uma imagem que acentua a sua verticalidade, através de sombreadores verticais sobre uma fachada cortina.

Para além do ritmo da profundidade dos sombreadores que compõem os alçados, surgem ainda duas zonas ajardinadas inseridas em cantos opostos.

Rossio 62

Este imóvel localizado em plena baixa pombalina, caracterizada pela monumentalidade das suas edificações, vai ser alvo de uma reabilitação e adaptação destinada a uma unidade hoteleira e áreas para comércio e retalho.